Sobre Carlos Nina

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Pin It
bandeiraA bandeira não é apenas um pedaço de pano. Ou uma imagem. É um símbolo. Esse símbolo ganha vida e força de acordo com a relação que cada um de nós tem com ele. Por isso é fundamental que desde cedo as crianças aprendam o significado da bandeira de seu País. Não para que, ao ver a bandeira, lembrem-se do país onde nasceram. Mas para que sintam orgulho do seu país, que se emocionem ao ver seu pavilhão, que nele vejam a grandeza que aquele símbolo representa.
Era por isso que nas guerras de antigamente os combatentes tinham alguém à frente, corajosamente, carregando o estandarte de seu país. Ainda hoje há polêmica sobre a foto da batalha de Iwo Jima, travada entre os Estados Unidos e o Japão, em março de 1945, já ao final da II Guerra Mundial. A foto não corresponderia ao fato. Teria sido uma pose. Filme veiculado recentemente teria confirmado a originalidade da foto.
Não importa. O fato é exatamente a importância dada à bandeira, com a qual os soldados queriam consolidar a vitória, fincando-a no solo. Os filmes de guerra mostram bem a importância que sempre foi dada à bandeira. É emblemática a cena em que Mel Gibson, desencantado na guerra de independência americana, contra os ingleses, após ter perdido dois filhos, mortos pelos ingleses, reage ao encontrar, no alforje do filho morto em combate, a bandeira americana, por ele costurada, após rasgos decorrentes de vários combates. Mais adiante, no mesmo filme, quando suas tropas iniciam uma retirada, é erguendo a bandeira que o astro de O Patriota incita os soldados a voltar ao ataque.
É tão forte o símbolo da bandeira que nas manifestações contra algum país os manifestantes ateiam fogo à bandeira que o representa.
É, portanto, um símbolo para ser respeitado, porque significa tudo o que de melhor pode representar de seu país. Assim é também nas competições esportivas internacionais. Os vencedores, não raro, envolvem-se com a bandeira de seu país, felizes por poder contribuir para o orgulho da nação que representam.
É triste, porém, quando a bandeira de um país, ao ser vista, leva à mente das pessoas não uma visão saudável, respeitosa, mas deprimente, reprovável.
Quanta tristeza vem à mente dos que conhecem a bandeira da Somália! Lembra um país cujo povo seguramente sofre com o fato de que sua nação é conhecida no mundo pela falta de organização governamental e, especialmente, pela pirataria.
O que será que vem à mente das pessoas pelo mundo quando veem a bandeira brasileira? Será que sentem piedade do povo brasileiro? Ou será que o julgam conivente com a corrupção desenfreada que caracteriza a história presente do Brasil?
No seriado americano House of Cards, num dos diálogos, no qual falam sobre meios de corrupção para locupletar-se, alguém cita o Brasil. O personagem de Kevin Spacey, agora lamentavelmente mais famoso, exclama: Não dá para competir com o Brasil!
Mas estão lá hasteadas as bandeiras do Brasil. No Congresso, no Palácio do Planalto e no STF. É de lá que sai o que envergonha o povo brasileiro. Não é um inimigo externo que está rasgando a bandeira brasileira. São as autoridades públicas do País. Se olharmos com a visão da decência, da moralidade, da honestidade, do respeito, veremos como aquelas bandeiras estão em farrapos.
É preciso que alguém as tome delas, porque só as enxovalham. É preciso que alguém as repare e limpe a sujeira da corrupção que as está destruindo, para que, içando-as, conduza o povo brasileiro à reconquista de sua Nação, ora dominada pelos piores inimigos, porque destroem por dentro, abusando da confiança do povo, extorquindo-os e dilapidando os recursos que deveriam ser aplicados em benefício da população.
Geoffrey Blainey, no livro “Uma breve história do mundo” (São Paulo, Fundamento, 2009), ressalta que antigamente os heróis eram soldados, guerreiros. Hoje, os heróis são atletas, atores. Para mim, os heróis são os trabalhadores que, vítimas dos desmandos dessa organização criminosa instalada no Poder, sobrevivem para manter suas famílias, imunes à essa imundície, especialmente os professores, que, apesar de todas as injustiças que sofrem, continuam no labor incessante de educar seus alunos para um mundo melhor.
Que o povo brasileiro saiba encontrar o caminho para defender seu pavilhão!
Hino da Bandeira Nacional
(Olavo Bilac e Francisco Braga)
Salve lindo pendão da esperança!
Salve símbolo augusto da paz!
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil!
Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul
A verdura sem par destas matas
E o esplendor do Cruzeiro do Sul
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil!
Contemplando o teu vulto sagrado
Compreendemos o nosso dever
E o Brasil por seus filhos amados
Poderoso e feliz há de ser!
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil!
Sobre a imensa Nação Brasileira
Nos momentos de festa ou de dor
Paira sempre sagrada bandeira
Pavilhão da justiça e do amor!
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra
Da amada terra do Brasil!
Pin It

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar